WORKSHOP EM LISBOA – MUSEU DO ORIENTE – DIA 17 DE MAIO

 

WORKSHOP INTRODUÇÃO ARTE BONSAI

Imagem

Vamos repetir mais um workshop no Museu do Oriente.

Contamos com a vossa participação:

Imagem

 

Inscrições e mais info em: http://www.museudooriente.pt/1924/arte-bonsai.htm

 

 

WORKSHOP BONSAI – Aveiro

O Kensho Bonsai Studio organiza no dia 19 de Abril um workshop de bonsai nas suas instalações para todos os interessados.

Neste workshop cada participante é convidado a trazer o seu próprio material e a trabalhá-lo ao longo do dia recebendo aconselhamento técnico e dar conhecimento das futuras técnicas a aplicar em cada exemplar.

Para além disto serão apresentados os vários exemplares da colecção e demonstradas diferentes técnicas de bonsai, bem como árvores em diferentes estádios de desenvolvimento.

O workshop realiza-se em colaboração com o Clube Bonsai Sandô e encontra-se aberto a todos os participantes (com descontos especiais para sócios dos clubes de bonsai).

Para mais informações:

WORKSHOP-ABRIL

WORKSHOP CLUBE – Em Aveiro

Em parceria com o Clube Bonsai Sandô – a nova designação para o Clube Bonsai Sintra –  o Kensho Bonsai Studio organiza um conjunto de quatro workshops ao longo deste ano.
Estes workshops são exclusivos para sócios do Clube Bonsai Sandô e realizam-se no Kensho Bonsai Studio, a 15 minutos de Aveiro.

Mais informações e inscrição:

WORKSHOPS-CBS

REPORTAGEM – Exposição EDA UCHI KAI – 3.ª Parte

DSC06639

DEMONSTRAÇÃO MÁRCIO MERUJE

Ao longo dos dias da exposição Portugal esteve bem representado: no sábado, Viriato Oliveira trabalhou um pinheiro silvestre e no Domingo eu trabalhei também um pinheiro silvestre, já em vaso bonsai, que tinha sido anteriormente preparado e recolhido há cerca de três anos.

A demonstração correu da melhor maneira. Partilhei o palco pela segunda vez com François Jeker que mais uma vez trabalhou um fantástico buxo proveniente de França. O shari bem definido, uma das principais características dos exemplares desta espécie, foi delineado e trabalhado. Procedeu depois à aramação e definição dos patamares.

O meu tempo foi ocupado entre o trabalho de alguns tocos de madeira morta e a aramação. Realizou-se inicialmente um primeiro trabalho nos tocos de madeira morta existentes, delineando jin´s e de seguida procedi à aramação do exemplar.

O tempo da demonstração não permitia um trabalho profundo de madeira morta mas ficou uma imagem clara do que pretendia.

Já a aramação em cobre possibilitou uma aproximação dos diversos ramos e uma rápida definição das massas de folhagem.

Não tenho fotos da árvore acabada mas deixo as fotos da árvore antes da demonstração e algumas dos trabalhos realizados na demonstração :

DSC06630 DSC06631 DSC06632 DSC06633 DSC06634 DSC06636 DSC06637 DSC06639 DSC06640 DSC06646 DSC06648 537881_10202623081725353_1882536862_n

REPORTAGEM Exposição Eda Uchi Kai – Sistema Votação – 2ª Parte

No Domingo à entrada da exposição podia ver-se a votação de cada júri e os resultados finais.

No Domingo à entrada da exposição podia ver-se a votação de cada júri e os resultados finais.

 

A arte bonsai, tal como praticamente em tudo, não está alheada de polémicas. Sobretudo quando se fala dos prémios atribuídos às árvores que estão em exposição, ou porque a melhor árvore não ganhou, ou porque a que ganhou era da pessoa X e por isso ganhou, ou por tantas outras razões.

Para evitar todas estas “politiquices” Mario Komsta tinha estudado para esta exposição um novo sistema de votação que deixava de lado todas estas questões problemáticas visando conseguir uma votação mais justa e sem truques na mão.

ATRIBUIÇÃO DE PRÉMIOS:

Em primeiro lugar foi acordado com os membros do Clube Eda Uchi Kai que não existiriam nem primeiros nem segundos lugares mas sim um conjunto de duas árvores selecionadas em cada categoria: duas árvores para a Categoria Coníferas, duas para a Categoria Folhosas, duas para Categoria Chuhin, e por fim, duas para Categoria Shohin.

 

A NOVIDADE – Sistema de Votação:

A minha votação: sem rodeios, simples e eficaz ! O bonsai devia ser mais vezes assim...

A minha votação: sem rodeios, simples e eficaz ! O bonsai devia ser mais vezes assim…

O Júri foi composto por nove pessoas, entre elas todos os demonstradores presentes no evento, e também Jean-Paul Polmans e Dominique Bosch.

Cada membro do júri escolheu, das árvores presentes em votação, 5 árvores de cada categoria. No final desta primeira votação as duas árvores com maior número de votos consideravam-se as vencedoras.

Em caso de empate, como aconteceu em algumas categorias, o júri presente aquando da contagem dos votos, rapidamente tratou de desempatar as árvores.

Para além deste novo modo de votar, o que não permite saber a quem vota, qual a árvore vencedora, todos os resultados foram tornados públicos no domingo, para que quem quisesse pudesse visualizar em quem votou cada júri.

Este é um novo sistema de votação que deveria ser adoptado não apenas em exposições de clubes mas também em exposições nacionais e internacionais.

Em Portugal diria que este sistema de votação é uma forte opção a ter em conta  no Congresso Nacional da FPB – Federação Portuguesa de Bonsai do próximo ano! Fica a ideia!

REPORTAGEM – Exposição EDA UCHI KAI (Bélgica) – 1.ª Parte

REPORTAGEM EXPOSIÇÃO EDA UCHI KAI

1393700_10201138179322271_859313940_nDecorreu  no passado fim de semana a segunda exposição do clube belga EDA UCHI KAI , da cidade de Diepenbeek. Após o sucesso da primeira edição este segundo evento prometia ser muito melhor ! E não foi para menos. Com quase uma centena de árvores exposta,s a exposição contou também com a presença de profissionais e artistas provenientes de toda a Europa.
Neste segundo evento, e repetindo a experiência de 2010, realizei mais uma demonstração.

Deixo a reportagem do evento para ficarem com uma pequena ideia do magnífico fim de semana. Venham mais eventos assim.

 

A MONTAGEM

O principal destaque vai para o rigor e profissionalismo de todos os membros deste clube. O ritmo de trabalho na montagem da exposição permitiu concluir em menos de duas horas a árdua tarefa de montar mesas, fundos, tokonomas, etc (e quem já organizou exposições de bonsai, sabe bem do que falo….).
Sem grandes confusões, cada um sabia o que fazer e quando fazer, o que mostrava um grande trabalho em equipa e profunda preparação de todo o evento.

Já na sexta-feira, com tudo colocado em ordem, a apresentação de cada árvore esteve a cargo de Mario Komsta . Com um rigoroso critério na selecção de cada árvore as bancadas expostas mostravam um grande contraste entre árvores de tamanho shohin e chuhin, nas bancadas mais altas, e árvores maiores nas restantes bancadas. De destacar ainda a excelente relação entre folhosas e coníferas o que criava em quem visitava a exposição um bom contraste de cores, formas e espécies.

DSC06585 DSC06587

ENTRADA EXPOSIÇÃO

Na entrada da exposição estava exposto um magnífico pinheiro branco japonês presente na Kokufu n. 65 . Era possível ver lado a lado o registo no livro e a árvore actual.
Após um profundo trabalho de definição de patamares há cerca de 2 anos realizado por Mario Kosmta, coube desta vez a Dominique Bosch e a mim a preparação para estar presente na exposição.
DSC06599 DSC06600 DSC06601 DSC06602

A EXPOSIÇÃO

Para lá das árvores em exposição e competição dos diversos associados do clube – e vale a pena lembrar que todas as árvores pertencem a um clube de bonsai, não se tratando de nenhuma exposição nacional ou internacional – existiam 10 tokonomas com árvores excepcionais de Mario Komsta, Jean-Paul Polmans e Lydie e Paul Buedts.

DSC06588 DSC06590 DSC06592 DSC06593

Os Tokonomas

Ao mais alto nível europeu deixo algumas fotos sugestivas a preto e branco, da autoria de Mario Komsta. Nestes dias pelo facebook existem diversas fotos, bem como nos vários blogs de bonsai. Vale a pena ver !

7703_10152109511112502_1286512411_n 579327_10152109511657502_1301133320_n 993462_10152109511887502_959986198_n 1185192_10152109512767502_1802042833_n 1450076_10152109512752502_1171183206_n 1454789_10152109511447502_487264887_n 1455018_10152109512557502_642197391_n 1456504_10152109511102502_296152817_n 1456644_10152109512627502_800144494_n 1456729_10152109511932502_951737556_n 1456752_10152109512267502_1451342334_n 1460139_10152109511512502_555033483_n 1466300_10152109511347502_495931006_n 1467211_10152109511982502_94376830_n 1469869_10152109511727502_745288215_n 1469872_10152109512407502_750007829_n 1474611_10152109511302502_394767468_n 1475986_10152109511122502_387487001_n 1477953_10152109512527502_1570973905_n 1483333_10152109512107502_2085156566_n 1484345_10152109511577502_301743706_n 1488177_10152109512337502_1313600874_n 1488248_10152109512212502_48485536_n

As Demos / Palestras – Convidados

Mario Komsta, Enrico Savini, François Jeker, Tony Tickle, Mark e Ritta Cooper, Márcio Meruje e Viriato Oliveira eram os convidados especiais desta edição.

Mario Komsta realizou durante os dois dias, para lá da exposição em tokonomas várias visitas guiadas realizando críticas a cada árvore.

1471105_10202814515748347_218405451_n
Tony Tickle realizou uma apresentação sobre o cultivo de crataegus, monstrando algumas das duas criações.

untitled-6942

Mark e Ritta Cooper realizaram apresentações sobre o cultivo de plantas de acompanhamento e de bonsai de tamanho sohin.DSC06606

DSC06613 DSC06614 DSC06615578160_10202743959106626_1033985389_n

Nas demonstrações Enrico Savini e o seu assistente, Paulo, realizaram o trabalho em duas sabinas. François Jeker num buxus proveniente de França. E eu e o Viriato Oliveira cada um em pinheiros silvestres. Enrico Savini e Viriato partilharam o palco no sábado, e eu e François Jeker no Domingo. 1459308_10202814511588243_1511296945_n 1474387_10202814517228384_1918202225_n1426394_10202814514628319_1847327705_n1426746_10202814514588318_442182611_n

537881_10202623081725353_1882536862_n

Os Stands Comerciais

Com representantes de vários países, desde a República Checa até Espanha, existia uma grande selecção de vasos, ferramentas, acessórios e sobretudo árvores.
DSC06594 DSC06595
Um especial agradecimento a todos os membros do Clube EDA UCHI KAI e a todos os que directa ou indirectamente contribuiram para o sucesso desta exposição.

Thanks to all my friends for this fantastic event and weekend !

DSC06611 DSC06612 DSC06618 DSC06619 DSC06620 DSC06621 DSC06622 DSC06626 DSC06627 DSC06628 DSC06629 DSC066552.ª Parte: Vencedores Exposição – Novo Sistema de Votação

3.ª Parte: Demonstração Márcio Meruje

EXPOSIÇÃO EDA UCHI KAI – BÉLGICA

1393700_10201138179322271_859313940_n

A realização do clube de bonsai EDA UCHI KAI realiza-se nos próximos dias 30 de Novembro e 1 de Dezembro.

Com demonstrações de Mario Komsta, Enrico Savini, François Jeker, Tony Tickle, e apresentação de shohin de Mark e Ritta Cooper, a segunda edição deste evento promete superar largamente a primeira edição em 2009, no qual participei como demonstrador.

Nesta segunda edição participarei também como demonstrador e Viriato Oliveira estará igualmente presente a realizar uma demonstração com um pinus sylvestris.

BURRS 2013 – Reportagem

Burrs 2013REPORTAGEM BURRS BONSAI WORKSHOP – 2013

A participar pela primeira vez num evento em Inglaterra,a experiência não podia ser melhor!!

Após a chegada a Manchester,  Tony Tickle, o anfitrião do evento, juntamente com o seu estudante, Mikey Page, confirmaram-me o que já tínhamos conversado: dar um passeio pela natureza, em especial para ver alguns teixos e crataegus no seu habitat natural. E não, não houve recolhas desmedidas fora de época: foi mesmo apenas um passeio de três amantes da natureza.

545905_10151658222281266_839535157_n 1391560_10151658222416266_771846_n 1441180_10151658222421266_236277444_n 1459928_10151658222406266_51382004_n

Com o rápido cair da noite e após umas alucinantes horas de carro pela via esquerda em que o meu cérebro lutava para não deitar as mãos ao volante e colocar as coisas em ordem (ehehe) visitei por fim o jardim e o local onde tem as “jovens” promessas para os próximos anos: prunus spinosa, crataegus, teixos, fazem as delicias de quem visita a colecção de Tony Tickle. E, com algumas árvores já com vários anos na sua colecção, algumas mais de 20, foi muito especial poder ver in loco todas elas.

536961_619644714740473_1247290378_n 1455079_621186204586324_204864023_n 1464765_621186611252950_464959985_n 1471198_621186687919609_1887570392_nSexta-feira à noite, já com todos os convidados presentes e apesar de não ser oficialmente um “dia de trabalho” o entusiasmo frenético dos participantes fez com que naturalmente se discutissem alguns trabalhos, algumas técnicas e diversos temas ligados à arte bonsai. E durante a noite partimos à descoberta das famosas fish and chips (not fries, diria o Tony!) e das – muitas! – cervejas inglesas.

1463197_621186557919622_787479755_nPor fim, no sábado e com o dia a passar muito rápido o que recordo é sem dúvida o cumprimento do horário, o trabalho de todos nas árvores, a abertura perante as diversas opções que as árvores davam, e por fim, apesar de todos certas vezes termos, enquanto artistas, opiniões muito diferentes, cada participante optava por diferentes soluções !

Burrs 2013_UK_1Da esquerda para a direita: Eu, Pavel Slovak, Hans Van Meer, Will Baddley, Terry Foster e o anfitrião do evento, Tony Tickle.1395230_10201793339928900_533170614_n1454921_10201785048721625_1617066095_n 1457575_10201785045961556_1051148616_n 1463920_10201785062441968_1403428925_n A experiência enquanto artista convidado foi a melhor e apesar das 48 horas de trabalho de bonsai o cansaço não se sentiu nem um pouquinho em muito penso que graças ao espírito e à dinâmica do grupo de 42 pessoas.

Já no final de sábado estava previsto uma apresentação de vários temas. Em primeiro Pavel Slovák, da República Checa, fez uma apresentação sobre técnicas de dobragem de ramos, sobretudo em coníferas, mostrando algumas imagens de trabalho que realizava desde há 3 ou 4 anos. Apesar de conhecer algumas técnicas de dobragem de ramos a apresentação de Pavel foi muito rica não apenas por mostrar outras técnicas mas também por optar por realizar os trabalhos em diferentes épocas de crescimento das árvores, explicando o seu porquê . E tem muita lógica!!

A segunda apresentação esteve a meu cargo. Foi uma apresentação sobre um tema que penso ser crucial no bonsai e que nem sempre os participantes tomam em atenção: o cultivo. Sem esta parte horticultural não será de todo possível chegarmos a trabalhos finais nem as árvores serem capazes de resistir às diversas técnicas utilizadas.
Após esta primeira parte mostrei ainda alguns trabalhos realizados bem como explicar as técnicas de enxertia em coníferas, em especial juniperus e pinheiros.

Por fim, Hans Van Meer, realizou uma apresentação sobre a importância dos espaços vazios  na construção de um bonsai. Uma excelente apresentação de um tema muitas vezes esquecido e, mais que ligado à percepção japonesa do bonsai, é um dos mais importantes temas da estética na construção do nosso bonsai.

Após as apresentações as cervejas ocuparam a mesa e todos os participantes, que aceitaram o repto do Tony, levaram comidas e bebidas típicas dos seus países ou regiões. 544168_10201792166859574_1266034950_n 999301_10201793316848323_651456128_n 1393627_621187697919508_1641411459_n1452280_536141853146540_392744477_n
Um fim de semana com muitas caras novas, destacando o papel de Tony Tickle e toda a preparação e logística para a realização desde evento.

Alguns participantes reservaram já o seu lugar para a edição do evento Burrs do próximo ano. Sem dúvida, uma experiência fantástica e muito rica!!!

De salientar por fim o espaço: o centro de actividades Burrs, que fica numa zona envolvente muito agradável, caracteriza-se por possuir uma sala e no mesmo local ter quartos, cozinha, etc, o que possibilita estar num ambiente sem preocupações de dormidas, viagens, etc. Penso que a criação de um evento deste tipo num espaço assim facilita em muito as dinâmicas que se criaram.

1456561_10151665116226266_1195238264_n

Apesar de não ter nenhuma foto, o evento contou ainda com a visita da ceramista Patricia Szymanis, Pas Pottery, que se encontra actualmente a residir em Manchester.

Ficou a promessa de nos voltarmos a encontrar em algum evento de bonsai europeu, possivelmente a próxima exposição em que participarei, na Bélgica, do clube EDA UCHI KAI, e que divulgarei aqui dentro de dias.